Nossa Senhora da Conceição, guia meus passos e o meu coração.

"

imagem_nossa_senhora_conceicao_resina_100cm_4329_1_20171020150856.jpg

História da Imaculada Conceição.

Bernadete era a filha mais velha de uma numerosa e pobre família camponesa.
Sua família morava de graça em uma cela abandonada na cadeia da cidade.

A menina era analfabeta, e tinha uma saúde extremamente frágil, mas como
Nossa Senhora olha o coração de seus filhos, foi para essa menina, insignificante aos olhos do mundo, que ela decidiu transmitir a sua mensagem!

A primeira aparição de Nossa Senhora da conceição aconteceu no dia 11 de fevereiro de 1858, quando Bernadete, sua irmã Toinette e a amiga Baloume foram buscar lenha na gruta de Massabielle (rocha velha).


Neste dia, a jovem relatou que viu uma linda mulher de branco, com um rosário na mão e um cinto brilhante. Foram 18 as aparições de Nossa Senhora de Lourdes a Santa Bernadete, ocorridas entre 11 de fevereiro e 16 julho do ano de 1858.

Nossa Senhora pediu que Bernadete fosse à gruta por 15 dias, e na 16ª aparição, revelou-se dizendo: “Eu sou a Imaculada Conceição”.

Desde então, as pessoas passaram a acreditar mais em Bernadete, visto que, com seu nível de estudo extremamente baixo, ela jamais saberia sobre o Dogma da Imaculada Conceição que fora proclamado em 1854.

A Imaculada Conceição é, segundo o dogma católico, a concepção da Virgem Maria sem mancha do pecado original.

O dogma diz que, desde o primeiro instante de sua existência, a Virgem Maria foi preservada por Deus, da falta de graça santificante que aflige a humanidade, porque ela estava cheia de graça divina. Também professa que a Virgem Maria viveu uma vida completamente livre de pecado.

A festa da Imaculada Conceição, comemorada em 8 de dezembro, foi definida como uma festa universal em 28 de fevereiro de 1476 pelo Papa Sisto IV.

História da Comunidade Nossa Senhora da Conceição